Secretário de Estado diz que a população caxiense irá decidir

11 de agosto de 2019 0 Por Jonas Filho

Na inauguração do auditório da Prefeitura de Caxias, houve um momento pitoresco que não passou desapercebido aos olhos e aos ouvidos mais atentos.
Após ter seu nome esquecido na primeira chamada para tomar assento à mesa das autoridades, Catulé Júnior deu o troco ao falar, mas ao que parece sua chateação não foi apenas pela gafe do cerimonial.
” O povo caxiense avaliará se Fábio Gentil deve continuar ou não à frente da Prefeitura”, disparou o atual secretário de Estado de Turismo.
A afirmação dura e seca de um aliado e ex-secretário de governo de Fábio caiu como uma bomba no seio do governo Gentil.
A verdade é que a família Albuquerque nunca digeriu a quebra de acordo, quando no ano passado, Catulé Júnior teve seu nome preterido para a disputa do cargo de deputado estadual, sendo trocado pelo pai do prefeito, o veterano Zé Gentil.
Depois do ocorrido, iniciaram-se os comentários sobre a debandada da família Albuquerque para as hostes coutinhianas, pois o desejo de Flávio Dino seria o de tomar a Prefeitura de Caxias, utilizando a força dos cargos do Estado contra o atual governo caxiense.
A possibilidade de uma aliança de Coutinho e Gentil se torna a cada dia menos provável, e em se confirmando esta análise, Fábio Gentil terá um grande problema a resolver com a ida de Paulo Marinho Júnior para Brasília.
Abrir-se-á a vaga de vice-prefeito e haverá uma luta ferrenha pelos aliados pelo segundo nome da chapa majoritária.
Uma das maneiras de apagar esse incêndio seria Catulé Júnior compor como vice de FG, o que deixaria o deputado Canudinho e o grupo Simão com as mãos abanando…